Patrística

Significado, características e questões principais, resumo, períodos, história, representantes na teologia e filosofia grega, latina e cristã


Santo Agostinho: um dos principais representantes da Patrística
Santo Agostinho: um dos principais representantes da Patrística

 

Significado

 

Com a progressiva helenização do cristianismo e os primeiros esforços para conciliá-lo com a filosofia e a cultura gregas, a patrística surge a partir do século II como doutrina que procurou unir o pensamento grego (especialmente o platônico e o neoplatônico) às Sagradas Escrituras. Diz respeito a uma longa geração de teólogos e filósofos, os chamados padres da Igreja, que legaram ao mundo ocidental uma extensa produção intelectual. Essa produção girava em torno das verdades da fé católica e sua luta contra o paganismo, pois se esforçava para diferenciar-se de heresias como o gnosticismo, o arianismo, o maniqueísmo e o monofisismo.

As principais questões levantadas são: a criação, a revelação de Deus, o mal, a alma, o destino da existência, o sentido da redenção, a essência de Deus e da trindade etc. Os problemas morais conduzirão ao estabelecimento de uma nova ética que, embora utilize conceitos helênicos, fundamenta-se na relação do homem com Deus, culminando na ideia da salvação, diferentemente do pensamento grego. A teologia patrística deu lugar à história dos dogmas, e seu estudo permite acompanhar a evolução do cristianismo até o início da Idade Média, sugerindo o nascimento de um novo universo espiritual, no qual o pensamento e a literatura ocuparão lugar central.

 

Divisão

 

A patrística pode ser dividida em três períodos principais:

 

- Período ante-niceno: anterior ao Concílio de Niceia (324 d.C.), no qual o cristianismo é defendido de seus adversários.


- Período niceno: tem início no Concílio de Niceia e estende-se até ao ano 450, período em que surgem os primeiros grandes sistemas de filosofia cristã (com Santo Agostinho e Clemente de Alexandria, por exemplo).


- Período pós-niceno: compreendido entre os séculos V e VIII, em que se reelaboram as doutrinas já formuladas.

 

Principais representantes e suas obras

 

- Santo Agostinho (354-430): Sobre a Doutrina Cristã, Confissões, Cidade de Deus, Sobre a Trindade, Sobre a Livre Escolha da Vontade.

 

- Clemente de Alexandria (c. 150-215): Exortação aos Gregos, Disposições, Pedagogo, Miscelânia.


- São Gregório de Nazianzo (329-389): discursos, poemas e cartas.

 

- São Basílio de Cesareia (329/330-379): Hexamerão, Filocalia, discursos e sermões.

 

- São João Crisóstomo (c. 347-407): homilias, Sobre o Sacerdócio, Instruções aos Catecúmenos, Sobre a Incompreensibilidade da Natureza Divina.

 

- São Jerônimo (c. 347-420): Crônica, Sobre os Homens Ilustres, Apologia Contra os Livros de Rufino, epístolas e várias obras hagiográficas.

 

 Fontes:


https://pt.wikipedia.org/wiki/Patr%C3%ADstica

https://sites.google.com/view/sbgdicionariodefilosofia/patr%C3%ADstica

https://enciclopediajuridica.pucsp.br/verbete/158/edicao-1/
lei-e-direito-no-periodo-dos-primeiros-padres-da-igreja:-concepcoes-juridicas-na-patristica

https://pt.wikipedia.org/wiki/Agostinho_de_Hipona

https://pt.wikipedia.org/wiki/Clemente_de_Alexandria

https://pt.wikipedia.org/wiki/Greg%C3%B3rio_de_Nazianzo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Bas%C3%ADlio_de_Cesareia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Cris%C3%B3stomo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jer%C3%B4nimo




Impressão


Patrística Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Patrística

Autor: Loofs, Friedrich

Editora: De Gruyter

Ano: 1999

Temas do livro: Religião, Folosofia, Cristianismo, História


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.