Santo Agostinho

Santo Agostinho foi um filósofo e teólogo cristão do início do cristianismo.


Santo Agostinho: filósofo, bispo e teólogo cristão
Santo Agostinho: filósofo, bispo e teólogo cristão

 

Quem foi

 

Aurélio Agostinho, o Santo Agostinho de Hipona foi um importante bispo cristão e teólogo. Nasceu na região norte da África em 354 e morreu em 430. Era filho de mãe que seguia o cristianismo, porém seu pai era pagão. Logo, em sua formação, teve importante influência do maniqueísmo (sistema religioso que une elementos cristãos e pagãos).

 

Biografia resumida

 

Santo Agostinho ensinou retórica nas cidades italianas de Roma e Milão. Nesta última cidade teve contato com o neoplatonismo cristão. 

 

Viveu num monastério por um tempo. Em 395, passou a ser bispo, atuando em Hipona (cidade do norte do continente africano). Escreveu diversos sermões importantes. Em “A Cidade de Deus”, Santo Agostinho combate às heresias e a paganismo. Na obra “Confissões” fez uma descrição de sua vida antes da conversão ao cristianismo.

 

Santo Agostinho analisava a vida considerando a psicologia e o conhecimento da natureza. Porém, o conhecimento e as ideias eram de origem divina. 

 

Para o bispo, nada era mais importante do que a fé em Jesus e em Deus. A Bíblia, por exemplo, deveria ser analisada, levando-se em conta os conhecimentos naturais de cada época. Defendia também a predestinação, conceito teológico que afirma que a vida de todas as pessoas é traçada anteriormente por Deus. 

 

As obras de Santo Agostinho influenciaram muito o pensamento teológico da Igreja Católica na Idade Média. Escreveu, principalmente, sobre Ética, Metafísica, Política, Exegese Bíblica e Retórica.

 

Morreu em 28 de agosto (dia suposto) de 420, durante um ataque dos vândalos (povo bárbaro germânico) ao norte da África.

 

Santo Agostinho é considerado o santo protetor dos teólogos, impressores e cervejeiros. Seu dia é 28 de agosto, dia de sua suposta morte.

 

Pintura de Santo Agostinho escrevedo
Agostinho de Hipona (Santo Agostinho): um dos principais filósofos cristãos da Antiguidade.




Algumas obras de Santo Agostinho:

 

- Da Doutrina Cristã (397-426)

- Confissões (397-398)

- A Cidade de Deus (413-426)

- Da Trindade (400-416)

- Retratações 

- De Magistro 

- Conhecendo a si mesmo



Frases e Pensamentos de Santo Agostinho:

 

- "Se dois amigos pedirem para você julgar uma disputa, não aceite, pois você irá perder um amigo. Porém, se dois estranhos pedirem a mesma coisa, aceite, pois você irá ganhar um amigo".

- "Milagres não são contrários à natureza, mas apenas contrários ao que entendemos sobre a natureza".

- "Certamente estamos na mesma categoria das bestas; toda ação da vida animal diz respeito a buscar o prazer e evitar a dor".

- "Se você acredita no que lhe agrada nos evangelhos e rejeita o que não gosta, não é nos evangelhos que você crê, mas em você".

- "Ter fé é acreditar nas coisas que você não vê; a recompensa por essa fé é ver aquilo em que você acredita".

- "A pessoa que tem caridade no coração tem sempre qualquer coisa para dar".

- "A confissão das más ações é o passo inicial para a prática de boas ações".

- "A verdadeira medida do amor é não ter medida".

- "Orgulho não é grandeza, mas inchaço. E o que está inchado parece grande, mas não é sadio".

 

 

 



Última atualização: 05/01/2023

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Santo Agostinho Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Santo Agostinho em 90 minutos

Autor: Strathern, Paul

Editora: Zahar

 

A regra de Santo Agostinho

Autor: Boff, Clodovis

Editora: Vozes

 

Fonte de referência do texto:

 

- BELO, Renato dos Santos. 360° Filosofia – História e Dilemas. São Paulo: Editora FTD, 2015. 


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2023 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.