Sapo-boi

O sapo-boi é um anfíbio nativo da América do Sul e Central.


Sapo-boi: um anfíbio que produz veneno
Sapo-boi: um anfíbio que produz veneno

 

Características gerais

 

O sapo-boi é um grande anfíbio, que apresenta uma pele bastante seca e cheia de verrugas. Seu nome científico é Rhinella marina, sendo uma espécie nativa da América do Sul e também da América Central.

 

Esses animais são conhecidos por serem venenosos, visto que possuem uma glândula abaixo dos olhos e também no dorso que secretam toxinas, que atual diretamente sobre o funcionamento do coração dos animais atingidos.

 

O envenenamento causado por esse animal pode levar ao surgimento de dores muito fortes em humanos, mas raramente leva à morte. No entanto, já existem casos de pessoas que morreram ao se alimentarem de sapo-boi ou dos seus ovos.

 

Tamanho

 

O sapo-boi mede de 10 a 15 centímetros de comprimento, podendo viver de 5 a 10 anos quando se encontra no seu habitat. O seu peso pode chegar a até 1,3 kg, o que é impressionante para um sapo.



Alimentação

 

Esse anfíbio tem uma alimentação omnívora, podendo comer insetos, pequenos répteis, roedores, mamíferos de pequeno porte, outros anfíbios, etc.

 

Foto de um sapo-boi

Sapo-boi: um anfíbio nativo da América do Sul e Central.

 

 

Curiosidades

 

- A espécie do sapo-boi foi introduzida na Austrália, em Queensland, por volta de 1935, em uma população de cerca de 3 mil indivíduos. A intenção era que eles ajudassem no controle dos escaravelhos, que ameaçavam as plantações de cana-de-açúcar.

 

- A ideia foi inspirada em uma ação realizada pelo governo de Porto Rico, que foi bem-sucedida. No entanto, na Austrália a situação não foi tão bem assim.

 

- Isso porque os animais, além de não ajudarem a controlar os escaravelhos, ainda passaram a se reproduzir desenfreadamente e atualmente a população de sapo-boi no local está perto dos milhões, embora sob controle.

 

- Lá, o sapo-boi é considerado uma praga e a população é estimulada a ajudar matando-os. O grande problema é que o ecossistema desse local apresenta poucos predadores naturais do sapo-boi, diferentemente de Porto Rico. Então, com comida em abundância e sem predação, eles puderam se reproduzir em grandes quantidades.

 

 

Classificação científica

 

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Amphibia

Ordem: Anura

Família: Bufonidae

Gênero: Rhinella

Espécie: R. marinaa

 

 

 



Atualizado em 12/10/2020

 




Você também pode gostar de:


Sapo-boi Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- Carvalho, I.S. (2002). Anfíbios da Amazônia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

 

- Rocha, C.F.D. (2005). Herpetologia: a diversidade de anfíbios e répteis. Rio de Janeiro: Editora FGV.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2023 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.