Partilha da África

História, Conferência de Berlim de 1885, como aconteceu a partilha do continente africano, consequências, contexto histórico, com quem ficou cada território, resumo


Conferência de Berlim de 1885: partilha da África entre os países europeus
Conferência de Berlim de 1885: partilha da África entre os países europeus

 

Contexto Histórico

 

A partilha da África, ocorrida a partir da Conferência de Berlim de 1885, deve ser entendida no contexto histórico do Imperialismo e Neocolonialismo do final do século XIX. Foi neste sentido que as potências imperialistas europeias, em busca de mercados consumidores e matérias-primas, dividiram entre si o território africano.

 

A divisão não levou em conta as diferencias étnicas e culturais existentes no continente africano, gerando assim graves problemas no futuro.

 

Consequências principais:

 

- A insatisfação de alguns países, dentre eles a Itália e a Alemanha, com o processo de divisão, teve grande influência nas causas da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Vale ressaltar que a divisão de 1885 privilegiou Inglaterra e França, que ficaram com grande parte dos territórios africanos.

 

- O processo de independência dos países africanos, que teve início em meados do século XX, gerou diversos problemas de fronteiras e de disputas internas (entre tribos e nações). Estes geraram diversas guerras civis e disputas territoriais em vários países da África.

 

Como ficou a divisão do território africano entre os países europeus na Conferência de Berlim de 1885:

 

Inglaterra

 

- Egito

- Sudão Anglo-Egípcio

- Nigéria

- Costa do Ouro

- Serra Leoa

- Uganda

- Gâmbia

- África Oriental Britânica

- Somália Britânica

- Rodésia do Norte

- Niassalândia

- Rodésia do Sul

- Bechuanalândia

- Transvaal

- Suazilândia

- Orange

- União da África do Sul

- Basutolândia

 

França

 

- Marrocos

- Argélia

- Mauritânia

- Sudão Francês

- Níger

- Senegal

- Guiné

- Costa do Marfim

- Alto Volta

- Daomé

- Chade

- Gabão

- Madagascar

 

Alemanha

 

- Camarões

- África Oriental Alemã

- África do Sudeste Alemã

- Togo

 

Bélgica

 

- Congo Belga

 

Espanha

 

- Marrocos Espanhol

- Rio de Ouro

- Rio Muni

 

Itália

 

- Líbia

- Eritreia

- Somália Italiana

 

Portugal

 

- Guiné Portuguesa

- Angola

- Moçambique

 

* Abissínia e Libéria permaneceram independentes.




Impressão Google+


Partilha da África Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

A partilha da África Negra

Autor: Brunschwig, Henri

Editora: Perspectiva

Ano de publicação: 2004

Temas do livro: Partilha da África, História Geral, Neocolonialismo e Imperalialismo


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.