Categorias do Judô

As categorias do Judô masculino e feminino e divisão por peso.


Categorias do Judô: divisão por peso
Categorias do Judô: divisão por peso

 

Criação do sistema

 

O sistema de categorias de peso no judô foi introduzido na década de 1960. A primeira implementação importante de classes de peso ocorreu no Campeonato Mundial de Judô de 1961 em Paris. Essa mudança foi feita para tornar as competições mais justas e equilibradas, já que os praticantes de judô variam muito em tamanho e peso. Antes disso, as competições de judô não diferenciavam os competidores com base em seu peso, o que muitas vezes levava a desequilíbrios em termos de tamanho e força. A introdução das categorias de peso marcou uma evolução significativa no esporte, tornando-o mais competitivo e acessível a uma gama mais ampla de atletas.

 

 

Quais são as categorias do Judô:

 

1. Masculino

 

- Ligeiro: até 60 quilos


- Meio-leve: até 66 quilos


- Leve: até 73 quilos


- Meio-médio: até 81 quilos


- Médio: até 90 quilos


- Meio-pesado: até 100 quilos


- Pesado: mais de 100 quilos


 

2. Feminino

 

- Ligeiro: até 48 quilos


- Meio-leve: até 52 quilos


- Leve: até 57 quilos


- Meio-médio: até 63 quilos


- Médio: até 70 quilos


- Meio-pesado: até 78 quilos


- Pesado: mais de 78 quilos


Luta de Judô feminino da categoria Leve

Luta entre duas judocas da categoria leve (57 quilos) nas Olimpíadas do Rio 2016.

 

 

Quais os critérios usados para um judoca subir de categoria?

 

Em judô, subir de categoria pode referir-se a avançar na classe de peso ou alcançar um grau mais alto (dan). Aqui estão os critérios para cada caso:



Avançar na Classe de Peso:


- Decisão Pessoal: Judocas podem optar por competir em uma classe de peso mais alta se ganharem peso ou se sentirem mais competitivos em uma categoria diferente.

- Crescimento Físico: Para judocas mais jovens, o crescimento natural e o desenvolvimento físico podem exigir a mudança para uma classe de peso mais alta.

- Desempenho: Técnicos e atletas podem decidir mudar de categoria com base na análise de desempenho, vantagens estratégicas ou considerações de saúde.



Alcançar um Grau Mais Alto:


- Proficiência Técnica: Domínio de técnicas específicas de judô e a capacidade de demonstrá-las de forma eficaz durante treinos e exames.

- Desempenho em Competições: Sucesso em competições, incluindo vencer lutas e torneios, pode ser um fator significativo.

- Tempo e Experiência: Requisitos mínimos de tempo entre promoções, experiência e prática consistente. Isso varia conforme o grau atual do judoca.

- Conhecimento de Kata: Compreensão e execução de katas de judô, que são padrões formais de movimentos que demonstram os princípios do judô.

- Contribuição para o Judô: Contribuições para a comunidade do judô, como ensino, arbitragem ou promoção do esporte, podem ser consideradas, especialmente para graus mais altos de dan.



Vale dizer que cada federação de judô pode ter requisitos e padrões específicos para promoções, e é essencial que os judocas sigam essas diretrizes.

 




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Guia prático do Judô

Autor: Reay, Toni

Editora: Presença


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.