Afrodite

Conheça a história de Afrodite, a deusa do amor na mitologia grega.


Escultura de Afrodite: deusa do amor, sexo e beleza corporal
Escultura de Afrodite: deusa do amor, sexo e beleza corporal

 

Quem era Afrodite na Mitologia Grega



Na mitologia grega, Afrodite era a deusa do amor, da beleza corporal e do sexo. Para os gregos, ela tinha uma forte influência no desenvolvimento e prazer sexual das pessoas. Era considerada também a deusa protetora das prostitutas na Grécia Antiga. Foi cultuada, principalmente, nas cidades de Esparta, Atenas e Corinto. Sua moradia ficava no Monte Olimpo.



Nascimento e relacionamentos 



De acordo com a mitologia, Afrodite nasceu na ilha de Chipre. Filha de Zeus (deus dos deuses) e Dione (deusa das ninfas), casou-se com Hefesto (deus do fogo). Porém, em função de suas vontades e desejos, possuiu vários amantes (homens mortais e outros deuses). Chegou a ter um filho, Eneias (importante herói da Guerra de Troia) com o amante Anquises.

 

O poeta grego antigo Hesíodo conta outra história sobre o nascimento da deusa. Para ele, Afrodite nasceu quando Cronos (rei dos titãs e deus do tempo) cortou os órgãos genitais de Urano (divindade que personificava o céu).

 

 

Principais poderes, atributos e características de Afrodite:

 

• O atributo primário de Afrodite é o amor e a beleza. Ela possui o poder de incitar desejo e paixão tanto em deuses quanto em mortais. Sua beleza é dita ser incomparável, e ela é frequentemente retratada como a mais atraente de todas as deusas gregas.


• Ela tem a habilidade única de instigar e manipular o amor e a atração. Sua influência se estende sobre todas as formas de desejos românticos e físicos.


• Como deusa, Afrodite é imortal, significando que ela não pode morrer ou envelhecer como os mortais.


• De acordo com "Teogonia" de Hesíodo, Afrodite nasceu da espuma do mar e surgiu das águas em uma concha, fazendo-a associada ao mar e aos elementos aquáticos. Outro mito, no entanto, descreve-a como filha de Zeus e Dione (deusa das ninfas).


• Seus símbolos incluem a pomba, o cisne, a murta, a rosa e a concha de vieira. O cinto ou cinturão, que tem o poder de inspirar desejo, também é um atributo significativo.


• Afrodite desempenhou um papel fundamental nos eventos que levaram à Guerra de Troia. Ela prometeu a Páris, príncipe de Troia, a mulher mais bela do mundo (Helena de Esparta) no Julgamento de Páris, o que eventualmente levou à guerra.


• Ela teve vários amantes, tanto mortais quanto divinos, e teve muitos filhos.


• Na arte, Afrodite é frequentemente retratada como uma mulher de beleza estonteante e eternamente jovem, frequentemente acompanhada por Eros ou cercada por outros símbolos de beleza e amor.


• Além da atração física, Afrodite também tinha o poder de influenciar emoções e desejos, frequentemente fazendo com que deuses e mortais se apaixonassem por ela.


• Ela era amplamente adorada em todo o mundo grego, e seu culto incluía muitos ritos de fertilidade e celebrações, refletindo seu papel como deusa da procriação e das forças gerativas da natureza.

 

Estátua da deusa Afrodite

Estátua da deusa Afrodite

 



Principais filhos de Afrodite: 



- Com Hermes (deus mensageiro) teve o filho Hermafrodito


- Com Ares (deus da guerra) teve os filhos Eros (deus da paixão e do amor), Anteros (deus da ordem), Harmonia (personificação da paz) e Fobos (personificação do medo da guerra).


- Com Apolo (deus da luz, da cura e das doenças) teve o filho Himeneu (deus do casamento).


- Com Dionísio (deus do prazer, das festas e do vinho) teve o filho Príapo (deus da fertilidade).

 


Curiosidades históricas e mitológicas:

 

- Na mitologia romana, Afrodite era chamada de Vênus.



- Esta deusa inspirou vários artistas (pintores e escultores), principalmente, na época do Renascimento Cultural. Uma das obras mais conhecidas é “O nascimento de Vênus” do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli.

 

- Os símbolos associados a deusa Afrodite eram o cetro (bastão que simbolizava autoridade real), a murta (arbusto de pequeno porte), o golfinho, o cisne e o pombo.

 

- Os principais templos de Afrodite ficavam nas cidades gregas de Santorini, Pafos (no Chipre), Cnido e Corinto.

 

Ruínas do templo de Afrodite na Turquia

Ruínas do templo de Afrodite na Turquia.

 

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada


Fontes de referência:

 

- EYLER, Flávia Maria Schlee. História Antiga – Grécia e Roma: a formação do Ocidente. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

 

- PILETTI, Nelson. História e Vida Integrada. São Paulo: Editora Ática, 1998.


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.