Contracultura

O que é contracultura, resumo, origem, definição, princípios principais, movimento beatnik, crítica social e cultural


Janis Joplin: contracultura na música  (final da década de 1960)
Janis Joplin: contracultura na música (final da década de 1960)

 

Definição (o que é / origem)

 

Surgida nos Estados Unidos na década de 1960, a contracultura pode ser entendida como um movimento de contestação de caráter social e cultural. Nasceu e ganhou força, principalmente entre os jovens desta década, seguindo pelas décadas posteriores até os dias atuais. 

 


De um modo geral, podemos citar como características principais deste movimento, nas décadas de 1960 e 1970: 



- valorização da natureza; 


- vida comunitária;


- luta pela paz (contra as guerras, conflitos e qualquer tipo de repressão);


- vegetarianismo: busca de uma alimentação natural;


- respeito às minorias raciais e culturais;


- experiência com drogas psicodélicas,


- liberdade nos relacionamentos sexuais e amorosos;


- anticonsumismo;


- aproximação das práticas religiosas orientais, principalmente do budismo;


- crítica aos meios de comunicação de massa como, por exemplo, a televisão;


- discordância com os princípios do capitalismo e economia de mercado.



Os precursores da revolução contracultural foram os chamados beatniks, cuja característica mais importante foi o inconformismo com a realidade do começo da década de 1960. Os líderes do movimento beatnik, que serviu de base para o movimento hippie, foram Jack Kerouac, Allen Ginsberg e William Burroughs. 



Na segunda metade dos anos 60, Ken Kesey, Alan Watts, Timothy Leary e Norman Brown criaram a teoria e práxis contracultural, ganhando destaque e transformando-se nas lideranças do movimento. 



Com relação ao mundo musical, podemos citar a cantora Janis Joplin como o símbolo deste movimento na década de 1960. As letras de suas canções e seu estilo fugiam do convencional, criticando, muitas vezes, o padrão musical estabelecido pela cultura de massa. Os músicos Jim Morrison e Jimi Rendrix também se encaixam neste contexto cultural.



Atualmente a contracultura ainda vive, porém, está preservada em pequenos grupos sociais e artísticos que contestam alguns parâmetros estabelecidos pelo mercado cultural, governos e movimentos tradicionalistas.

 

 

Última revisão: 20/09/2019
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).






Contracultura Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

O que é contracultura

Autor: Pereira, Carlos A. M

Editora: Brasiliense

Temas: Sociologia

 

Cultura da Contracultura

Autor: Watts, Alan

Editora: Fissus

Temas: Filosofia, Ciências Sociais

 

Contracultura, tradição e oralidade

Autor: Marques, Roberto

Editora: Annablume

Temas: Filosofia, Ciências Sociais

 


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.