Titãs e Titânides

Os titãs eram seres mitológicos na Grécia Antiga.


Oceano: titã filho de urano e Gaia
Oceano: titã filho de urano e Gaia

 

Quem eram, características e poderes dos titãs e titânides:

 

Os titãs (masculino) e titânides (feminino) são figuras da Mitologia Grega. De acordo com mitos gregos, os titãs formavam uma raça de poderosos deuses que governaram durante a Idade de Ouro.

 

A primeira aparição dos titãs na literatura grega foi na obra poética Teogonia, escrita por Hesíodo (importante poeta da Grécia Antiga). Nesta obra, apareceram doze titãs.

 

Segundo a Mitologia Grega, os titãs eram filhos de Urano (divindade que personificava o céu) e Gaia (deusa da Terra). 



Exemplos de titãs:

 

- Ceo, titã da inteligência.

 

- Oceano, representava o rio que circunda o mundo.

 

- Crio, titã das manadas, do frio e inverno.

 

- Hipérion, titã da visão e do fogo astral.

 

- Lápeto, irmão de Cronos.

 

- Cronos, foi rei dos titãs que governou o mundo durante a Idade de Ouro.

 

- Prometeu, o titã que roubou o fogo de Zeus e sofreu uma dura punição: foi acorrentado no alto do monte Cáucaso.

 

- Atlas, titã que recebeu de Zeus o castigo de sustentar o mundo nos ombros.



Exemplos de Nomes das titânides:

 

- Febe, titânide da Lua.

 

- Mnemosine, personificava a memória.

 

- Reia, rainha dos titãs com Cronos.

 

- Têmis, titânide das leis e costumes, que personalizava a justiça e a equidade. Era filha de Urano e Gaia.

 

- Tétis, titânide que personificava o mar e a fertilidade das águas.

 

- Teia, titã da luz e da visão.



Estátua da titanide Têmis
Têmis: titânide da justiça e equidade



Titanomaquia


Na Mitologia Grega, A Titanomaquia foi a guerra entre os Titãs (liderados por Cronos) e os Deuses Olímpicos (liderados por Zeus).

 

Essa guerra teve origem a partir de uma profecia que dizia que Cronos seria derrubado por um de seus filhos. Para evitar isso, ele engoliu seus descendentes, mas Zeus foi escondido e mais tarde libertou seus irmãos para liderar uma rebelião contra os Titãs.

 

A guerra pelo domínio do Universo durou 10 anos e foi vencida por Zeus (deus dos deuses) que conseguiu resgatar seus irmãos.

 

Os Olímpicos saíram vitoriosos. Os Titãs foram derrotados e muitos foram aprisionados no Tártaro, um abismo profundo usado como uma masmorra de tormento e sofrimento.

 

A Titanomaquia simbolizou o triunfo de uma nova ordem de deuses olímpicos sobre a ordem antiga (os Titãs). Ela marcou uma transição e o estabelecimento de Zeus e seus irmãos como as principais divindades na mitologia grega.

 

Ilustração representando uma batalha épica entre os deuses gregos e os titãs

Titanomaquia: a guerra épica entre os titãs e os deuses olímpicos da Grécia Antiga.

 

 

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Heróis, deuses e monstros da Mitologia Grega
Autor: Evslin Bernard
Editora: Saraiva


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.