PIB do Brasil em 2017

Dados do PIB brasileiro no 1º, 2º e 3º trimestres de 2017, crescimento, desempenho por setores da economia, resumo, perspectivas


PIB do Brasil 2017: provável retomada do crescimento
PIB do Brasil 2017: provável retomada do crescimento


PIB do Brasil no 1º trimestre de 2017

 

Em 01 de junho de 2017, o IBGE divulgou o resultado do Produto Interno Bruto brasileiro referente ao 1º trimestre do ano. De acordo com o IBGE, o PIB brasileiro apresentou crescimento de 1,3% (*revisado em 01/12/17) no período (em relação ao 4º trimestre de 2016). Foi a primeira elevação após oito trimestres consecutivos de queda.

 

O grande destaque foi o setor da agropecuária que apresentou forte crescimento de 13,4% e impulsionou a economia brasileira neste período.

 

Em valores correntes, o PIB do Brasil totalizou R$ 1,595 trilhão (US$ 493,8 bilhões – cotação de 01/06/2017 com dólar a R$ 3,23).

 

Desempenho do PIB brasileiro por setores (1º trimestre de 2017):

 

- Agropecuária: +13,4% (R$ 93,4 bilhões)

 

- Indústria: +0,9% (R$ 291,1 bilhões)

 

- Serviços: 0% (R$ 996,4 bilhões)

 

- Consumo das famílias: +0,2%

 

- Consumo do governo: -0,1%

 

- Investimentos (formação bruta de capital fixo): -0,6%

 

Comparação do desempenho do PIB brasileiro com o de outros países no 1º trimestre de 2017:

 

- Brasil: +1,0%

 

- China: +1,3%

 

- Portugal: +1,0%

 

- México: +0,7%

 

- Japão: +0,5%

 

- Estados Unidos: +0,3%


PIB do Brasil no 2º trimestre de 2017

 

Em 01 de setembro de 2017, o IBGE divulgou o resultado do Produto Interno Bruto brasileiro referente ao 2º trimestre do ano. De acordo com o IBGE, o PIB brasileiro apresentou crescimento de 0,7% (*revisado em 01/12/17) no período (em relação ao 1º trimestre de 2017). Foi a segunda elevação consecutiva.

 

O grande destaque foi o consumo das famílias que apresentou crescimento de 1,4% e impulsionou modestamente a economia brasileira neste trimestre.

 

Em valores correntes, o PIB do Brasil totalizou R$ 1,639 trilhão (US$ 523,6 bilhões – cotação de 01/09/2017 com dólar a R$ 3,13).

 

Desempenho do PIB brasileiro por setores (2º trimestre de 2017):

 

- Agropecuária: 0% (R$ 82,4 bilhões)

 

- Indústria: -0,5% (R$ 298,7 bilhões)

 

- Serviços: +0,6% (R$ 1.041,7 trilhão)

 

- Consumo das famílias: +1,2%

 

- Consumo do governo: -0,1%

 

- Investimentos (formação bruta de capital fixo): 0%

 

- Taxa de Poupança: 15,8% do PIB

 

Comparação do desempenho do PIB brasileiro com o de outros países no 2º trimestre de 2017:

 

- Brasil: +0,2%

 

- China: +6,9%

 

- Alemanha: +0,6%

 

- Portugal: +2,8%

 

- México: +1,8%

 

- Japão: +4,0%

 

- Estados Unidos: +2,6%

 

 

PIB do Brasil no 3º trimestre de 2017

 

Em 01 de deembro de 2017, o IBGE divulgou o resultado do Produto Interno Bruto brasileiro referente ao 3º trimestre do ano. De acordo com o IBGE, o PIB brasileiro apresentou crescimento de 0,1% no período (em relação ao 2º trimestre de 2017). Foi a terceira elevação consecutiva. No acumulado do ano (de janeiro a setembro), a economia brasileira apresentou crescimento de 0,6%.

 

O grande destaque foi o consumo das famílias que apresentou crescimento de 1,2% e impulsionou modestamente a economia brasileira neste trimestre.

 

Em valores correntes, o PIB do Brasil totalizou R$ 1,641 trilhão (US$ 501,8 bilhões – cotação de 01/12/2017 com dólar a R$ 3,27).

 

Desempenho do PIB brasileiro por setores (3º trimestre de 2017):

 

- Agropecuária: -3,0% (R$ 70,3 bilhões)

 

- Indústria: +0,8% (R$ 314,6 bilhões)

 

- Serviços: +0,6% (R$ 1.030,7 trilhão)

 

- Consumo das famílias: +1,2% (R$ 1.048,8 trilhão)

 

- Consumo do governo: -0,2% (R$ 311,9 bilhões)

 

- Investimentos (formação bruta de capital fixo): +1,6% (R$ 263,9 bilhões) – corresponde a 16,1% do PIB.

 

- Taxa de Poupança: 15,2% do PIB

 

- Exportação de bens e serviços: +4,1%


- Importação de bens e serviços: +6,6%

 

Comparação do desempenho do PIB brasileiro com o de outros países no 3º trimestre de 2017:

 

- Brasil: +0,1%

 

- China: +6,8%

 

- Alemanha: +2,8%

 

- Espanha: +3,1%

 

- México: +1,8%

 

- Portugal: +2,5%

 

- Japão: +1,7%

 

- Estados Unidos: +2,6%

 

Análise e perspectivas para 2017:

 

- De acordo com muitos economistas, os dados dos dois primeiros trimestres do ano são positivos e apontam para uma recuperação, embora lenta, da economia brasileira neste ano.

 

- Ainda de acordo com economistas, a queda na taxa de juros (Selic) e a provável retomada do emprego no 2º semestre poderão melhorar o desempenho do PIB em 2017. Por outro lado, a crise política poderá afetar negativamente este potencial crescimento. Para muitos destes economistas, o PIB brasileiro deverá fechar 2017 com leve crescimento (entre 0,6% e 1,1%).




Impressão Google+


PIB do Brasil em 2017 Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Guia de análise da economia brasileira

Autor: Bastos, Estêvão K. Xavier

Editora: Fundamento

Ano de publicação: 2016

Temas do livro: Economia brasileira


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2018 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.