Camadas Sociais

O que são, definição, resumo, exemplos de camadas sociais em determinadas sociedades, camadas ou classes sociais no Brasil atual.


Pirâmide social: um das formas de representação das camadas sociais
Pirâmide social: um das formas de representação das camadas sociais

 

Definição (o que são)

 

Camadas sociais são estratos ou categorias (divisões) entre as pessoas que fazem parte de uma sociedade. Essa divisão pode ser em função de renda (econômica), política ou até religiosa. Essa divisão é apenas representativa e serve para conhcermos melhor a estrutura social de um país, sociedade ou período histórico.

 

A forma mais utilizada de representação das classes sociais é através da figura da pirâmide social. No topo, geralmente ficam as camadas mais poderosas (economicamente e ou politicamente) e na base (maior quantidade de pessoas) ficam as de menor poder aquisitivo ou com pouco poder político. Geralmente o topo é pequeno e a base grande. No meio fica, geralmente uma camada média.

 

No passado e até hoje, praticamente todas as sociedades apresentaram diferenciações sociais, possibilitando representá-las através desse esquema de pirâmide social. Apenas nas sociedades indígenas, em função da baixa ou inexistente diferenciação social, não podemos falar em camadas sociais.

 

Exemplos de sociedades e principais camadas sociais:

 

- Na sociedade do Egito Antigo, as principais camadas sociais eram: Faraó, nobres e sacerdotes, soldados, escribas, comerciantes, artesão, camponeses e escravos.

 

- No Brasil Colonial (Ciclo do Açúcar): senhores de engenho (aristocracia rural), homens livres (comerciantes, artesãos, capatazes, pequenos proprietários rurais, ferreiros, entre outros) e escravos.

 

- Na Idade Média, as principais camadas eram: Clero católico (papa, bispos, arcebispos), nobreza (reis, príncipes, cavaleiros, senhores feudais) e camponeses (servos).

 

Camadas ou classes sociais no Brasil atual

 

No Brasil atual, podemos representar as camadas sociais usando diversos critérios. O mais utilizado é o critério econômico. Por se tratar de uma sociedade com grande desigualdade econômica, ela ficaria mais ou menos assim: Ricos (grandes empresários, banqueiros e outros com grande patrimônio); Classe média alta (renda mensal entre R$ 40 mil e R$ 100 mil); Classe média (renda mensal de R$ 15 mil a 40 mil); classe média baixa (renda mensal entre R$ 5 mil e R$ 15 mil) e classe C ou classe pobre (renda abaixo de R$ 5 mil). Vale lembrar que a sociedade brasileira atual é muito complexa e dinâmica, portanto, esse é apenas um de muitos outros critérios de divisão social possíveis por camadas ou classes.

 

Você sabia?

 

- Algumas sociedades antigas possuíam estruturas sociais bem rígidas (estratificadas). Nessas sociedades, como na Índia Antiga, era praticamente impossível um indivíduo mudar de camada social.




Impressão


Camadas Sociais Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Estado, Política e Classes Sociais

Autor: Boito Jr., Armando

Editora: Unesp

Ano: 2011

Temas do livro: Sociologia, Política, Economia


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.