Fundação e povoamento da Cidade do Rio de Janeiro

Resumo da fundação e povoamento da cidade do Rio de Janeiro, início da ocupação, história, estabelecimento dos portugueses, principais fatos do período


Fundação da cidade do Rio de Janeiro (obra de Antonio Firmino Monteiro)
Fundação da cidade do Rio de Janeiro (obra de Antonio Firmino Monteiro)

 

Rio de Janeiro (fundação e primeiros anos)

 


Fundação e primeira ocupação


Os portugueses da expedição de Américo Vespúcio chegaram a uma grande baía na costa brasileira em janeiro de 1502 e, achando que estavam na foz de um grande rio, deram-lhe o nome de Rio de Janeiro. Nesse período, esse território era ocupado em sua maior parte por índios de origem tupi, os tupinambás, também conhecidos como tamoios. Os portugueses, no entanto, não se fixaram de imediato na região, sendo logo ocupada pelos franceses. Em 1555, três barcos com colonos europeus chegaram à Baía de Guanabara, instalando-se em uma pequena ilha a que denominaram França Antártica. Eles estabeleceram uma aliança com os tamoios, expulsaram os demais índios da região e conseguiram construir o Forte Coligny. A então chamada França Antártica, todavia, não se efetivou por causa de problemas internos, como questões religiosas, que se somaram ao ataque dos portugueses liderados por Mem de Sá em 1560.



Estabelecimento dos portugueses


Com a expulsão dos franceses, os portugueses se estabeleceram em uma cidade fortificada chamada São Sebastião do Rio de Janeiro em 1567, depois de mais de dois anos de lutas contra os tamoios. Mal concebida, com ruas irregulares, era uma típica cidade portuguesa dos tempos medievais. Dois anos após sua fundação, a cidade foi transferida para o Morro de São Januário, depois conhecido como do Castelo, para maior proteção.


O Rio de Janeiro desenvolveu-se então graças à sua vocação como porto. Na mesma época em que ouro foi descoberto em Minas Gerais, no final do século XVII, o governador do Brasil foi nomeado vice-rei. Salvador era capital da colônia, mas a importância crescente do porto do Rio de Janeiro fez com que a sede do poder fosse transferida para o sul.

Essa foi a primeira vez que a cidade foi capital, mas apenas até 1577, quando a colônia foi reunificada. Nessa época, havia na região dois engenhos de açúcar, que veio a substituir o pau-brasil em termos de insumos, o terceiro seria construído apenas em 1594. Em 1660, a população era de cerca de três mil índios, algumas centenas de portugueses e aproximadamente cem escravos negros. Com o fim da União Ibérica e a competição com o açúcar das Antilhas, a economia carioca entrou em declínio. Foi a febre do ouro em Minas Gerais, no início do século XVIII, que mudou os rumos a cidade.


Mapa Antigo, de 1555, da Baia da Guanabara na cidade do Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mapa Antigo, de 1555, da Baia da Guanabara na cidade do Rio de Janeiro



Fontes


http://museudacidadedorio.com.br/pt-br/content/hist%C3%B3ria-do-rio


https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_Rio_de_Janeiro_(cidade)


http://cclbdobrasil.blogspot.com/2010/04/
e-assim-nasceu-sao-sebastiao-do-rio-de.html


https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rj/rio-de-janeiro/historico






Fundação e povoamento da Cidade do Rio de Janeiro Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

História da cidade do Rio de Janeiro

Autor: Carvalho, Delgado de

Editora: Biblioteca Carioca

Ano: 1994

Temas do livro: História, Cultura, Sociedade


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.