Mestre Valentim

Mestre Valentim foi um importante escultor barroco brasileiro do século XVIII.


Mestre Valentim: importante artista do Barroco Brasileiro
Mestre Valentim: importante artista do Barroco Brasileiro

 

Quem foi

 

Valentim da Fonseca e Silva, conhecido artisticamente como Mestre Valentim, foi um importante escultor do Barroco Brasileiro. Atuou também como urbanista, ourives, arquiteto e entalhador na cidade do Rio de Janeiro. É considerado um dos grandes nomes das artes plásticas brasileiras na época do Brasil Colônia.



Biografia resumida

 

Mestre Valentim nasceu na cidade mineira de Serro, em 1745 (não se sabe a data exata).

 

Alguns historiadores afirmam que Mestre Valentin foi levado pelo pai, que era um fidalgo português, para estudar escultura em Portugal.

 

Por volta dos 25 anos, já no Rio de Janeiro, abriu uma oficina artística na região central da cidade.

 

Em 1772, trabalhou na decoração interna da Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo.

 

Em 1780, foi trabalhar na cidade do Rio de Janeiro com o entalhador Luiz da Fonseca Rosa.

 

Entre 1779 e 1790, trabalhou para o vice-rei. Projetou várias obras públicas na cidade do Rio de Janeiro. Entre essas obras, podemos destacar chafarizes e o Passeio Público (jardim de lazer) do Rio de Janeiro.

 

Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, aos 68 anos, em 2 de março de 1813.



Principais características do estilo artístico:

 

Sua obra é caracterizada por grande originalidade.

 

Presença, em suas obras, de características do Barroco misturadas com o Rococó.

 

Apresenta também, em muitas de suas obras, a sobriedade das obras do neoclassicismo.

 

Muitas de suas obras são de cunho religioso, apresentando santos, anjos e outras figuras eclesiásticas, frequentemente com simbolismo e alusões a passagens bíblicas ou aos dogmas (verdades ou crenças inquestionáveis) da Igreja Católica.

 

Obteve destaque na elaboração de retábulos (estruturas arquitetônicas ou artísticas que servem como suporte para obras de arte religiosa, como pinturas, esculturas ou relevos).

 

Nas obras decorativas internas, feitas por Mestre Valentim nas igrejas, são comuns a presença das talhas douradas, cabeças de querubins, guirlandas, buquês de flores e laços. Há também a presença de colunas salomônicas.

 

Escultura de um caçador com seu arco e flexa e um cachorro aos seus pés

O Caçador Narciso (1785): escultura de Mestre Valentim




Principais obras de arte de Mestre Valentim:

 

- Passeio Público do Rio de Janeiro (1783)

 

- Ninfa Eco (1783): obra de fundição em ferro.

 

- Caçador Narciso (1785): obra de fundição em ferro.

 

- Chafariz das Marrecas (1785)

 

- Chafariz das Saracuras (1795)

 

- Talha para a Capela do Noviciado da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco de Paula (1801 a 1813) – obra decorativa

 

- Grande Cartela com Querubim (1801) - escultura

 

- São João Evangelista (1812) - escultura

 

- Painéis da Pilastra do altar de São Gonçalo do Amarante, Igreja de São Pedro (1812) – madeira policromada e dourada.

 

- Florão com Cabeça de Anjo (1801-1802) - escultura

 

São Mateus, escultura de Mestre Valentim

São Mateus, escultura de Mestre Valentim (escultura em madeira entralhada). Fonte: Museu Histórico Nacional.

 

 

Escultura de um anjo

Escultura de um anjo barroco (século XVIII): obra de Mestre Valentim.

 

 



Atualizado em 07/05/2024

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Mestre Valentim (coleção Espaços da Arte Brasileira)

Autor: Carvalho, Anna Maria

Editora: Cosac Naify


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.