Julius Evola

Quem foi, principais obras, pinturas e livros, características, biografia resumida, pensamento e posicionamento político, movimentos que pertenceu.


Julius Evola: pintor, poeta e filósofo italiano do século XX
Julius Evola: pintor, poeta e filósofo italiano do século XX

 

Quem foi

 

Giulio Cesare Andrea Evola, conhecido artisticamente pelo pseudônimo de Julius Evola, foi um escritor, esotérico, poeta, filósofo e pintor italiano do século XX. No tocante à Literatura e posicionamento político, fez parte do movimento conhecido como Tradicionalismo. Já nas Artes Plásticas, foi um representante do Dadaísmo.

 

Seu pensamento é definido como antidemocrático, anti-igualitário, antipopular e antiliberal. Nesse campo, suas ideias misturam o idealismo alemão como o tradicionalismo e doutrinas orientais.

 

Biografia resumida

 

- Julius Evola nasceu em 19 de maio de 1898, na cidade de Roma (Itália).

 

- Na adolescência, começou o interesse pela Filosofia e Artes Plásticas.

 

- Em 1917, foi convocado pelo exército italiano para combater, na artilharia, da Primeira Guerra Mundial. Porém, não participou efetivamente de nenhum combate.

 

- No início da década de 1920, teve contato com o Budismo, que o influenciou neste período e nas fases posteriores.

 

- Na década de 1930, aproximou-se do regime fascista italiano de Benito Mussolini. Chegou a sugerir o rompimento do governo com a Igreja Católica.

 

- Em 1945, quando estava em Viena, foi atingido por um bombardeio durante a Segunda Guerra Mundial. O ferimento lhe causou danos na coluna, deixando-o sem movimentos dos membros inferiores.

 

- Em 1947, depois de ficar por dois anos numa clínica austríaca, foi morar na cidade italiana de Bolonha. Nesta cidade, Julius Evola ficou até próximo da morte.

 

- Faleceu em 11 de junho de 1974, aos 76 anos, na cidade de Roma (Itália).

 

Principais obras de arte (pinturas):

 

- Chá das cinco horas (1917)

 

- Mesa pequena (1920)

 

- Composição (paisagem) Dada n.3 (1921)

 

- Paisagem interior, abertura do diafragma (1921)

 

- A tendência do idealismo estético (1918)

 

- Buquê (1918)

 

- Composição Dada (?)

 

- Composição futurista (?)

 

Principais livros:

 

- Revolta contra o mundo moderno (1934)

 

- Monte o tigre (1961)

 

- A tradição hermética (1931)

 

- Homens entre as ruínas (1953)

 

- Eros e os mistérios do amor (1958)

 

- Introdução à magia (1971)

 

Paisagem interior, abertura do Diafragma, de Julius Evola

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paisagem interior, abertura do Diafragma (1921), pintura de Julius Evola.




Impressão


Julius Evola Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Dadaísmo (coleção Folha o Mundo da Arte)

Autor: Charles, Victor

Editora: Publifolha

Ano: 2017

Temas do livro: Artes Plásticas, História


Veja Também


Temas diversos

Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2019 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.