Joseph Kosuth

Joseph Kosuth é um pintor estadunidense de arte conceitual.


Joseph Kosuth: um dos mais importantes artistas da Arte Conceitual
Joseph Kosuth: um dos mais importantes artistas da Arte Conceitual

 

Quem é

 

Joseph Kosuth é um importante artista plástico conceitual norte-americano do século XX. Ele reside atualmente nas cidades de Londres e New York. É também pintor e professor universitário.

 

Nasceu na cidade de Toledo (Ohio, EUA) em 31 de janeiro de 1945.

 

É formado na Escola de Artes Visuais de New York. Lecionou e foi palestrante nesta instituição entre os anos de 1967 e 1985.

 

Além de suas obras de arte, contribuiu significativamente para o discurso sobre arte através de seus escritos. Seus ensaios, como "Arte Após a Filosofia" (1969), têm sido influentes na articulação dos princípios da arte conceitual.



Principal movimento artístico que pertence:

 

Arte Conceitual


Principais características do seu estilo artístico:


Uma de suas principais características é a exploração da natureza da arte.

 

Arte baseada na autorreferência.

 

Trabalhos baseados na linguagem, seu papel e significados na arte.

 

Construção de instalações com presença de fotos e luzes coloridas.

 

Muitas das obras de Kosuth são caracterizadas por uma estética austera, muitas vezes usando texto ou imagens em preto e branco.

 

Utilização de textos em conjunto com objetos (principalmente relacionados ao cotidiano material).

 

Kosuth foi um dos principais defensores da ideia de que a arte é um exercício tautológico, focando em "arte como ideia como ideia". Essa noção sugere que o valor e a essência da arte residem no conceito por trás dela, em vez de sua forma física.

 


Principais obras de arte:

 

- Uma e três cadeiras (1965) - obra mais popular e conhecida.


- Quatro palavras e quatro cores (1966)

 

- Zero e Not (1986)

 

- Text-Context (1979)

 

- Cinco palavras em neon verde (1965)

 

- Uma e três lâmpadas (1965)

 

- Neon (1965)

 

- Aqui está um exemplo (1987)

 

- Sujeito e Objeto (1966)

 

- O fenômeno da biblioteca (2006)

 

Foto de uma instalação de Joseph Kosuth

Quatro cores, quatro palavras (1966): instalação de Joseph Kosuth.

 

 

Arte com o texto Neon em lâmpada de neon

Neon (1965): obra conceitual de Joseph Kosuth.

 



Artigo publicado em: 09/11/2019 e atualizado em 03/05/2024

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Arte Conceitual

Autor: Wood, Paul

Editora: Cosac Naify


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.