Rachel de Queiroz

Rachel de Queiroz foi um escritora brasileira do século XX.


Rachel de Queiroz: importante escritora do modernismo brasileiro
Rachel de Queiroz: importante escritora do modernismo brasileiro

 

Quem foi

 

Rachel de Queiroz foi uma romancista, jornalista, tradutora, cronista e escritora brasileira do século XX. É considerada uma das principais representantes da Literatura Modernista (Geração de 30) Brasileira. Foi integrante da Academia Brasileira de Letras.

 

 

Biografia resumida

 

Rachel de Queiroz nasceu na cidade de Fortaleza (Ceará) em 17 de novembro de 1910.

 

Além de sua produção literária, Rachel de Queiroz também teve atuação jornalística, escrevendo artigos e crônicas para a revista "O Cruzeiro". Sua escrita refletia sua visão política, que transitou entre posicionamentos de esquerda e direita ao longo de sua vida.

 

Defensora dos direitos das mulheres, Queiroz deu voz às protagonistas femininas em suas obras, desafiando os padrões da época.


Ao longo de sua carreira, Rachel de Queiroz recebeu reconhecimento nacional e internacional, tornando-se a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras. Sua escrita marcante e seu compromisso com as questões sociais e políticas do Brasil a consagraram como uma das grandes vozes da literatura brasileira do século XX.

 

Faleceu, aos 92 anos, em 4 de novembro de 2003.

 

Principais características do estilo literário:

 

Crônicas e romances foram seus principais gêneros literários.

 

Adotou o regionalismo em grande parte de sua obra.

 

Abordou os principais problemas sociais do Nordeste brasileiro como, por exemplo, a seca, a miséria e a fome no sertão.

 

Queiroz dá voz às mulheres em suas obras, descrevendo a condição feminina por meio das protagonistas.

 

Inserida no Modernismo Brasileiro, a escrita de Queiroz apresenta uma linguagem mais livre e experimental, rompendo com as formas tradicionais de expressão.



Principais obras de Rachel de Queiroz:

 

Romances

 

1930 – O quinze

1932 – João Miguel

1937 – Caminho das pedras

1939 – As três Marias

1975 – Dôra, Doralina

1986 – Galo de ouro

1992 – Memorial de Maria Moura

 

Crônicas

 

1948 – A donzela e a moura morta

1958 – Cem crônicas escolhidas

1964 - O Brasileiro Perplexo

1967 – O caçador de tatu

1964-1976 – Mapinguari

 

Textos para o Teatro

 

1956 – Lampião

1957 – A beata Maria do Egito

 

Infantis

 

1983 – O menino mágico

1986 – Cafute e Pena-de-prata

1992 – Andira

 

Capa do livro O Quinze de Rachel de Queiroz

Capa do livro O Quinze: uma das principais obras de Rachel de Queiroz



Informações pessoais:

 

- Pai da escritora: Daniel de Queiroz Lima (advogado)

 

- Mãe da escritora: Clotilde Franklin de Queiroz.

 

 




Por Elaine Barbosa de Souza
Graduada em Letras (Português e Inglês) pela FMU (2002).




Você também pode gostar de:


Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Rachel de Queiroz - uma escrita no tempo

Autor: Coutinho, Fernanda

Editora: Demócrito Rocha


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.



Copyright © 2004 - 2024 SuaPesquisa.com
Todos os direitos reservados.