François Rabelais

Quem foi, principais obras, escritor renascentista francês, resumo, estilo literário, humanismo, sátiras, frases


Rabelais: sátira, humor e crítica social na França Renascentista
Rabelais: sátira, humor e crítica social na França Renascentista

 

Quem foi

 

François Rabelais foi um importante escritor francês da época do Renascimento Cultural. Suas principais obras literárias são Pantagruel e Gargantua. Embora formado em Medicina e participante de ordens religiosas, dedicou-se verdadeiramente ao mundo da prosa.

 

François Rabelais nasceu na cidade de Seuilly (França) em 1483 (data exata desconhecida). Faleceu em Paris (França), em 9 de abril de 1553.

 

Características de seu estilo literário:

 

- Suas obras se enquadram dentro do humanismo renascentista.

 

- Escreveu crônicas, paródias e no estilo de contos de cavalaria de caráter épico.

 

- Suas obras são consideradas o germe do romance moderno, pela presença da sátira, do realismo e da abordagem de questões filosóficas.

 

- Retratou a sociedade francesa (principalmente as instituições religiosas), da primeira metade do século XVI, com muita sátira e humor.

 

- Foi admirador e influenciado, principalmente no tocante ao estilo satírico e humorístico, pelo escritor humanista holandês Erasmo de Roterdã.

 

- Buscou conhecimentos na cultura greco-romana da Antiguidade.

 

- Fez críticas sociais, principalmente denunciando os abusos do clero cristão e dos governantes (príncipes) da sua época.

 

- Crítica a estagnação do modelo de sociedade medieval, que ainda persistia na França do século XVI.

 

- Usou expressões grosseiras e até mesmo obscenas para a época. Por este motivo, foi censurado e alvo de críticas dos religiosos cristãos.

 

Gargantua e Pantagruel

 

A série de cinco livros, sobre o gigante Gargantua e seu filho Pantagruel, retrata suas aventuras, em conjunto com seus amigos, em busca da Garrafa Divina. A obra é no estilo de conto de cavalaria, porém repleto de humor e sátiras sociais.

 

Principais obras:

 

- Pantagruel (1532)

 

- Gargantua (1534)

 

- O Terceiro Livro dos fatos e ditos heroicos do bom Pantagruel (1546)

 

- O Quarto Livro dos fatos e ditos heroicos do bom Pantagruel (1552)

 

- O Quinto livro (póstumo, publicado em 1564)

 

Frases:

 

- “Não tenho nada, devo muito e deixo as sobras para os pobres”.

 

- “Sempre desejamos o proibido...”.

 

- “O hábito não faz o monge”.

 

- “Tudo chega com o tempo, para aqueles que sabem esperar”.




Impressão Google+


François Rabelais Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

A idade Média e a Renascença na Literatura Francesa

Autor: Willemart, Philippe

Editora: Annablume

Ano de publicação: 2001

Temas do livro: Literatura Francesa, Idade Média, Renascimento Cultural


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.