Formações vegetais do Brasil

Características, resumo, formações vegetais dos biomas brasileiros, caatinga, pantanal, floresta amazônica, cerrado, sistemas ambientais brasileiros e tipos de vegetação


Biomas brasileiros: diversidade de formações vegetais
Biomas brasileiros: diversidade de formações vegetais

 

Introdução

 

Em função da grande extensão territorial e da existência de diversos tipos de clima, se desenvolveu no Brasil uma rica diversidade de formações vegetais. Em cada bioma, encontramos tipos específicos de árvores, arbustos, gramíneas e plantas.

 

Formações vegetais dos biomas brasileiros:


Cerrado

 

Região: centro-oeste.

 

Formações vegetais: árvores retorcidas, arbustos e herbáceas (exemplos: barba de bode e capim-gordura). As árvores e arbustos se caracterizam pela presença de casca grossa e raízes profundas, para obtenção de água no período de poucas chuvas.

 

Caatinga

 

Região: sertão nordestino.

 

Formações vegetais: arbustos, árvores baixas de pequeno porte e cactos. Podemos destacar como exemplos: aroeira, angico, juazeiro e as seguintes cactáceas, mandacaru e xique-xique.

 

Floresta Amazônica

 

Região: região norte.

 

Formações vegetais: árvores de médio e grande porte. Presença de matas de terra firme, matas de várzea e matas de igapó. Como exemplos de árvores, podemos destacar: seringueiras, castanheiras e cauchos.

 

Mata Atlântica

 

Região: costa sudeste, sul e leste.

 

Formações vegetais: formações vegetais heterogêneas. Exemplos mais comuns de espécies vegetais: ipê, pau-brasil, jacarandá, palmito, bambus e palmeiras.

 

Mata dos cocais

 

Região: presente em áreas de transição entre a caatinga e a floresta amazônica, nos estados do Ceará, Piauí, Maranhão, Pará e norte de Tocantins.

 

Formações vegetais: presença de florestas tropicais. Exemplos de espécies vegetais: buriti, carnaúba, palmeiras (açaí, por exemplo) e oiticica.

 

Mata dos Pinhais

 

Região: região Sul

 

Formações vegetais: as árvores mais comuns são as araucárias como, por exemplo, o pinheiro-do-paraná. Encontramos também o cedro, o sabugueiro, a peroba, a erva-mate, a imbuia, a gameleira e o angico.  

 

Vegetação Litorânea

 

Região: em algumas áreas do litoral

 

Formações vegetais: encontradas principalmente em áreas de manguezais e restingas. As espécies mais comuns são: algas, líquens, bromélias, jundu e capim-de-praia. Também encontramos espécies de plantas de raízes aéreas e halófilas (plantas que se desenvolvem em ambientes com alta concentração de sal).

 

Pantanal

 

Região: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

 

Formações vegetais: vegetação complexa e heterogênea (matas ciliares, aguapés, arbustos, plantas rasteiras e árvores de pequeno, médio e grande porte). As principais espécies são: aroeira, ipê, angico, mandacaru, palmeiras, figueiras, orquídeas e buriti.

 

Campos

 

Região: áreas do centro e sul do Rio Grande do Sul.

 

Formações vegetais: presença de árvores de pequeno porte, arbustos e vegetação rasteira (gramíneas). As principais espécies vegetais são: pinheiro-do-paraná, Cabreúva, imbuia, canafístula e açoita-cavalo.




Impressão Google+


Formações vegetais do Brasil Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Manual técnico da vegetação brasileira

Autor: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Editora: IBGE

Temas do livro: Vegetação brasileira, Formações Vegetais, Meio Ambiente, Biomas brasileiros, Geografia


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.