Governo Deodoro da Fonseca

História pós Proclamação da República, governo provisório e constitucional, realizações econômicas, início e implantação da República, resumo, renúncia


Deodoro da Fonseca: primeiro presidente do Brasil
Deodoro da Fonseca: primeiro presidente do Brasil

 

Introdução


O primeiro presidente do Brasil após a Proclamação da República (15/11/1889) foi o Marechal Deodoro da Fonseca.  Seu governo pode ser dividido em duas fases: Governo Provisório (1889 a 1891) e Governo Constitucional (1891).

O governo de Deodoro da Fonseca foi, antes de tudo, um período em que ocorreu a finalização do regime monárquico e a implantação e consolidação da República no Brasil.

 

Governo Provisório de Deodoro da Fonseca (1889 a 1891)


O governo provisório foi instalado com o objetivo de realizar a implantação das instituições republicanas e resolver problemas originários com o final da monarquia, até que houvesse a promulgação de uma nova Constituição.

 

Principais fatos, características e ações do governo provisório:

 

- Banimento (expulsão do Brasil) da família real;

 

- Desinstalação das instuições políticas imperiais;

 

- Implantação de um sistema político que separou Estado e Igreja;

 

- Convocação de eleições para a formação da Assembleia Constituinte, que iria elaborar a primeira Constituição Republicana do Brasil;

 

- Política econômica voltada para o desenvolvimento industrial do país. Implantada pelo ministro Rui Barbosa, baseou-se no favorecimento a abertura de empresas, emissão de moedas e protecionismo alfandegário. As medidas não deram certo e gerou uma crise econômica conhecida como Encilhamento. Inflação elevada e especulação financeira foram os principais problemas desta desastrosa política econômica;

 

- Promulgação da Constituição de 1891. Suas principais características foram: federalismo; divisão dos poderes em três (executivo, legislativo e judiciário); voto universal masculino (mulheres, analfabetos, mendigos, padres e menores de 21 anos não podiam votar).

 

Governo Constitucional de Deodoro da Fonseca (1891)


É o período em que Deodoro da Fonseca ficou na presidência após a entrada em vigor da Constituição.

 

Principais características:

 

- Choque de interesses políticos entre o presidente (autoritário) e o Congresso;

 

- Agravamento da crise política e econômica no país;

 

- Em 3 de novembro de 1891: Deodoro ordena o estabelecimento de estado de sítio, fechamento do Congresso e prisão de políticos opositores.;

 

- Reação de setores da sociedade, militares e políticos às medidas autoritárias de Deodoro da Fonseca;

 

- Com o agravamento da crise política e econômica, greve dos ferroviários e a ameaça da Marinha de bombardear a capital, Deodoro da Fonseca renuncia em novembro de 1891. Assumiu em seu lugar o vice-presidente, marechal Floriano Peixoto.




Impressão Google+


Governo Deodoro da Fonseca Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- A Proclamação da República (coleção Descobrindo o Brasil)
  Autor: Castro, Celso
  Editora: Zahar
  Temas: História do Brasil, Proclamação da República


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.