Guerras Púnicas

Resumo, causas e consequências das Guerras Púnicas, história, período, povos envolvidos, conquistas romanas, o que foram, curiosidade


Passsagem de Aníbal e seu exército pelos Alpes na 2ª Guerra Púnica
Passsagem de Aníbal e seu exército pelos Alpes na 2ª Guerra Púnica

 

O que foram


As Guerras Púnicas foram uma série de três conflitos militares entre Roma e Cartago (cidade-estado fenícia do norte da África), que ocorreram entre os anos de 264 a.C a 146 a.C.

 

Ganharam este nome, pois os romanos chamavam os cartagineses de púnicos (punici).

 

Causas


- Anexação da Magna Grécia pela República Romana.

 

- Conflito de interesses entre os cartagineses e romanos, originado da expansão territorial da República Romana na região do Mar Mediterrâneo. Antes das guerras, Cartago dominava o comércio marítimo no Mediterrâneo.

 

- Política expansionista romana que objetivava dominar toda a região do Mediterrâneo e controlar o comércio marítimo.

 

As três guerras púnicas


1ª – Primeira Guerra Púnica – ocorreu entre os anos de 264 a.C e 241 a.C. No início foram batalhas terrestres no Norte da África e ilha da Sicília. Na segunda etapa, caracterizou-se por conflitos navais. Roma saiu vitoriosa, conquistando a Sicília, Sardenha e Córsega.

 

2ª – Segunda Guerra Púnica – ocorreu entre os anos de 218 a.C a 201 a.C. É a mais conhecida da História em função da estratégia do líder militar cartaginês Aníbal. Cruzando os Alpes, Aníbal comandou o exército cartaginês com grande quantidade de soldados e elefantes. Embora tivessem obtido sucesso em várias batalhas iniciais, Cartago saiu derrotada quando Roma resolveu atacar o território cartaginês, forçando Aníbal a retornar para proteger sua terra. Foi durante a Segunda Guerra Púnica que os romanos conquistaram a Península Ibérica.

 

3ª – Terceira Guerra Púnica - ocorreu entre os anos de 149 a.C e 146 a.C. A última etapa das guerras decretou a vitória romana sobre os cartagineses. Cartago foi totalmente destruída por Roma, que conquistou o domínio sobre o Mar Mediterrâneo, fato de grande importância para a formação do futuro Império Romano.

 

Consequências


- Fim do domínio cartaginês no Mar Mediterrâneo.

 

- Domínio de Roma no Mar Mediterrâneo, assim como o controle sobre o comércio marítimo na região.

 

- Aumento do poder político e econômico de Roma na Europa e norte da África.

 

- Impulso para novas conquistas territoriais romanas e formação do que seria o Império Romano.

 

Curiosidade


- Enquanto os romanos chamaram os conflitos de “Guerras Púnicas”, os cartagineses chamaram de “Guerras Romanas”.




Impressão Google+


Guerras Púnicas Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- A Queda de Cartago - Guerras Púnicas
  Autor: Goldsworthy, Adrian
  Editora: Edições 70 - Brasil
  Temas: História Geral, Império Romano, Roma Antiga, República Romana


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.