Maratonas Aquáticas

O que é, resumo, objetivo, como é praticada, características das maratonas aquáticas nas Olimpíadas, curiosidades, bibliografia


Maratonas aquáticas: resistência em águas abertas
Maratonas aquáticas: resistência em águas abertas

 

O que é


Maratonas aquáticas é o nome de uma modalidade esportiva da natação praticada em água abertas. Ela pode ser praticada em águas oceânicas (mares), lagos ou rios. O percurso em que o nadador deve nadar, geralmente, é de longa distância. Nas Olimpíadas de 2016, por exemplo, será de 10 quilômetros.

 

Os nadadores que praticam esta modalidade esportiva devem ter muita resistência física, que é adquirida com treinamento intensivo e conhecimento de técnicas específicas para este tipo de natação.

 

Origem das maratonas aquáticas

 

Esta modalidade de natação é muito antiga. Está ligada aos primórdios na Natação. Na Grécia Antiga, como não havia piscinas, a natação nos primeiros Jogos Olímpicos era praticada em águas abertas.

 

As maratonas aquáticas foram criadas pelo militar e nadador inglês Mattew Webb. Em 1875, ele foi o primeiro a atravessar o Canal da Mancha (34 km entre a Grã-Bretanha e a França) a nado sem qualquer equipamento ou salva-vidas. Criou a partir dai esta modalidade da natação.

 

Características principais e regras básicas:

 

- Numa prova de maratona aquática, vence o nadador que chegar primeiro no final do percurso, tocando a placa de chegada.

 

- O percurso é demarcado por boias.

 

- Nas Olimpíadas de 2016, as provas serão disputadas por 25 nadadores (tanto no masculino quanto no feminino).

 

- Os nadadores utilizam um chip no pulso para marcar seu tempo na prova.

 

- Juízes e cronometristas (seis de cada) ficam na plataforma e em barcos, acompanhando de perto os nadadores. Eles são responsáveis por registrar o tempo de chegada de cada nadador.

 

- Antes do início da prova, especialistas verificam a temperatura da água. Esta deve estar entre 16 e 31 graus Celsius. Este é um quesito importante para garantir a segurança dos nadadores. A segurança dos nadadores é acompanhada por fiscais, que seguem eles em embarcações durante todo o percurso.

 

Federação responsável:

 

- Os campeonatos internacionais, estabelecimento de regras e organização de eventos das maratonas aquáticas são realizados pela FINA (Federação Internacional de Natação). A sede da FINA fica em Lausanne, Suíça.


Maratonas Aquáticas nos Jogos Olímpicos do Rio 2016

 

- Nos Jogos Olímpicos do Rio de 2016, as provas de maratonas aquáticas (masculino e feminino) foram disputadas nas águas do mar da Praia de Copacabana (Forte de Copacabana), nos dias 15 e 16 de agosto.

 

- A Holanda foi o grande destaque nas provas de maratonas aquáticas dos Jogos Olímpicos do Rio. A nadadora holandesa Sharon Van Rouwendaal ficou com a medalha de ouro. No masculino, o ouro ficou com o nadador holandês Ferry Weertman.

 

- O Brasil teve uma boa participação, pois a nadadora Poliana Okimoto ficou com a medalha de bronze.

 

Curiosidades:

 

- As maratonas aquáticas começaram a fazer parte dos Jogos Olímpicos (como prova de natação) em 2008, a partir das Olimpíadas de Pequim. Somente nas Olímpiadas de 2016 passou a ter status de esporte.

 

- O maior medalhista olímpico das Maratonas Aquáticas (até Rio 2016) é o nadador alemão Thomas Lurz. Ele é detentor de duas medalhas olímpicas (uma de prata e uma de bronze).

 

- Os momentos finais das provas de maratonas aquáticas costumam ser muito emocionantes. Nestes momentos é comum ocorrer o sprint, ou seja, o aumento de velocidade (arrancada) dos nadadores rumo à placa de chegada.




Impressão Google+


Maratonas Aquáticas Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

A Natação

Autor: Lacoste, Lucien

Editora: Estampa

Temas do livro: Natação, Esporte


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.