Ginástica de Trampolim

O que é, resumo, regras básicas, história e origem, a ginástica de trampolim nas Olimpíadas de 2016, trampolim, federação, informações e dados


Ginástica de Trampolim: saltos e acrobacias no ar
Ginástica de Trampolim: saltos e acrobacias no ar

 

O que é


A ginástica de trampolim mescla esporte com acrobacias e espetáculo. Neste esporte o ginasta deve fazer saltos e acrobacias no ar, pulando em uma cama elástica (trampolim). Os saltos podem atingir cerca de seis metros de altura. Os ginastas são avaliados (ganham pontos) por jurados, de acordo com o nível de dificuldade, acrobacias e permanência no ar.

 

Origem (história)

 

A ginástica de trampolim foi criada por George P. Nissen, ginasta norte-americano e professor de educação física, na metade da década de 1930. Ele criou o esporte a partir de observações de trapezistas de circo, que pulavam e faziam acrobacias na cama elástica de proteção (rede de segurança) localizada abaixo dos trapézios. Nissen construiu uma cama elástica na garagem de sua casa e começou a praticar o esporte e pensar em suas regras.

 

Regras básicas:

 

- O ginasta faz uma preparação com duas séries de dez elementos (saltos) cada.

 

- Na fase de preparação, o atleta tem um minuto para fazer sua apresentação com saltos e acrobacias (uma série). Se passar de um minuto, o ginástica perde pontos.

 

- As notas (de 0 a 10) são atribuídas por um júri, geralmente formado por cinco jurados.

 

- Os ginastas podem usar sapatilha específica para o esporte ou meias.

 

O trampolim

 

O trampolim é composto por uma estrutura metálica de formato retangular. Nele, uma tela de nylon esticada é fixada por molas. Ele deve ter 5,05 metros de comprimento, 2,91 metros de largura e 1,155 metros de altura.

 

Ginástica de trampolim nas Olimpíadas de 2016

 

A ginástica de trampolim é bem recente no quadro de esportes olímpicos. Sua estreia ocorreu somente nos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000. Nas Olimpíadas de 2016, as provas de ginástica de trampolim ocorreram  na Arena Olímpica do Rio entre os dias 12 e 13 de agosto (masculino e feminino). O bielorusso Uladzislau Hanchorou ficou com a medalha de ouro na ginástica de trampolim masculino. Já no feminino, a ginasta canadense Rosannagh Maclennan foi quem conquistou a medalha de ouro.

 

Federação Internacional

 

- Os eventos esportivos e a regulamentação deste esporte são realizados pela FIG (Federação Internacional de Ginástica). A sede da FIG fica na cidade de Lausanne (Suíça).

 

Principais saltos da ginástica de trampolim:

 

- Adolph: salto mortal para frente com 3 piruetas e meia.

 

- Back: salto mortal para trás.

 

- Barani: mortal para frente com meia volta.

 

- Double Full: salto mortal com duas piruetas.

 

- Miller: duplo mortal com 3 piruetas.

 

- Pike: salto mortal carpado.

 

- Side: salto mortal lateral.

 

- Straight: salto mortal com o corpo esticado.

 

- Triple back: salto triplo mortal para trás.

 

Você sabia?

 

- O país que mais se destaca na ginástica de trampolim na atualidade é a China. Os ginastas chineses (homens e mulheres) já ganharam onze medalhas olímpicas no esporte (3 de ouro, 2 de prata e 6 de bronze).




Impressão Google+


Ginástica de Trampolim Temas Relacionados
Bibliografia Indicada


Fundamentos de ginástica artística e de trampolins

Autor: Brochado, Fernando Augusto

Editora: Guanabara

Ano de publicação: 2005

Temas do livro: Ginástica, Esporte, Educação Física

 


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.