Ciclismo BMX

Características do esporte, regras básicas, resumo, pista, informações sobre o ciclismo BMX nas Olimpíadas 2016, origem do esporte, curiosidades


Ciclismo BMX: manobras radicais em pista de terra
Ciclismo BMX: manobras radicais em pista de terra

 

Introdução, origem e história


Conhecido popularmente como Bicicross, o Ciclismo BMX é um esporte de corrida com bicicletas em pistas de terra. Estas pistas (cerca de 400 metros de extensão) são irregulares, com presença de muitos obstáculos e dificuldades (lombadas, rampas, morros, curvas acentuadas, valetas e ondulações). Os ciclistas, para vencer estes obstáculos, além de agilidade e rapidez, devem dominar técnicas de manobras radicais. O vencedor de uma corrida é aquele que chega primeiro.

 

O ciclismo BMX surgiu na Califórnia (Estados Unidos) em 1968. Sua origem está relacionada como uma espécie de adaptação do Moto Cross para bicicletas. Nas décadas de 1970 e 1980, o esporte se espalhou pelo mundo, chegando inclusive no Brasil. A primeira federação internacional de BMX foi fundada em 1981. O primeiro campeonato mundial foi realizado em 1982, na cidade de Las Vegas (EUA). Em 2008, nos Jogos Olímpicos de Pequim, o ciclismo BMX fez sua estreia como esporte olímpico.

 

As bicicletas de BMX

 

As bicicletas utilizadas pelos ciclistas desta modalidade são específicas e possuem características adaptadas às condições das pistas. São bicicletas leves, resistentes e de pequeno porte. Geralmente possuem rodas de aro 20 e pneus apropriados para a terra. Elas possuem apenas uma marcha e um freio (roda de trás).

 

Regras básicas:

 

- O ciclista deve utilizar uma bicicleta com características determinadas pela organização da competição. Ou seja, todos devem competir com bicicletas com rodas de mesmo tamanho, além de outras características.

 

- Todos os ciclistas devem usar equipamentos de segurança obrigatórios como, por exemplo, capacete com protetor de boca, joelheira, luvas, tênis e roupas apropriadas. Como as quedas ocorrem com frequência neste esporte, estes equipamentos são primordiais para garantir a segurança dos ciclistas.

 

- A corrida deve começar numa rampa (com oito metros aproximadamente) para que os ciclistas ganhem velocidade logo no início.

 

- Os ciclistas não podem fazer manobras ou movimentos que derrubem propositalmente outros ciclistas.

 

Você sabia?

 

- Nos Jogos Olímpicos de 2016, Estados Unidos e Colômbia se destacaram no Ciclismo BMX. No masculino, o ouro ficou com Connor Fields, enquanto no feminino a colombiana Fabiana Pajon foi quem ganhou a medalha de ouro.

 

- A sigla BMX são as iniciais de Bicycle Moto Cross, sendo que a letra X faz referência ao verbo cruzar (cross).

 

- O maior medalhista olímpico no ciclismo BMX é o ciclista da Letônia Maris Strombergs. Ele ganhou duas medalhas de ouro, sendo uma nas Olimpíadas de 2008 e outra nas Olimpíadas de 2012.

 

- A organização internacional que regulamenta o esporte e organiza eventos e campeonatos é a UCI (União Ciclística Internacional), com sede na Suíça. Ela foi fundada no ano de 1900.

 

- As competições de ciclismo BMX (masculino e feminino) nas Olimpíadas de 2016 foram realizadas no Centro Olímpico de BMX. A pista de terra tem cerca de 400 metros de extensão.

 

- O termo holeshot é usado quando um cliclista termina a primeira curva da pista em primeiro lugar.




Impressão Google+


Ciclismo BMX Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Ciclismo, BMX e Montain Bike

Autor: Sesi-SP

Editora: Sesi-SP

Ano de publicação: 2013

Temas do livro: Ciclismo BMX, bicicross, esporte olímpico, Montain Bike


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.