Ciclo da Dengue e do Aedes Aegypti

Fases de desenvolvimento do mosquito da dengue até a transmissão da doença para o ser humano, resumo, etapas, curiosidades, informações importantes, criadouros, combate à dengue


Aedes Aegypti: transmissor da dengue, zika e chikungunya
Aedes Aegypti: transmissor da dengue, zika e chikungunya

 

Importância do conhecimento do ciclo do mosquito:


É de extrema importância conhecermos o ciclo de vida do aedes aegypti para podermos combater o desenvolvimento e disseminação deste mosquito, transmissor de várias doenças (zika, dengue, febre chikungunya e febre amarela urbana). Como veremos abaixo, uma das principais estratégias para evitar o desenvolvimento deste mosquito é a eliminação dos criadouros (locais e recipientes com água parada e limpa). Isto deve ser feito constantemente e com extrema eficácia dentro de nossas residências, terrenos, escolas, empresas, construções e outros locais com possibilidades de ocorrência de criadouros.

 

Ciclo da dengue

 

1º - A fêmea do mosquito Aedes Aegypti deposita os ovos (medem em torno de 0,4 mm de comprimento) nas paredes de recipientes (pneus, potes, caixas de água abertas, garrafas, etc.) ou locais com água parada e limpa. Durante sua vida, a fêmea pode botar até 1.500 ovos;

 

2º - Depois de um tempo, os ovos eclodem e se transformam em larvas. Em seguida, estas larvas se transformam em mosquitos (fase que costuma demorar em torno de 10 dias);

 

3º - Após atingir a fase adulta, o aedes aegypti vive entre 40 e 45 dias;

 

4º - O mosquito (fêmea) busca seu principal alimento, o sangue. Este é vital para a maturação dos ovos. Ao picar uma pessoa infectada com o vírus da dengue, ele se contamina;

 

5º - Ao picar uma pessoa sadia, esse mosquito (fêmea) infectado transmite a dengue (torna-se assim o vetor). Durante seus dias de vida, um mosquito pode transmitir o vírus para até 300 pessoas;

 

*Vale dizer que as fêmeas infectadas podem transmitir o vírus para os ovos (transmissão vertical). Logo, estes mosquitos podem nascer contaminados, aumentando assim as chances de disseminação da doença para os seres humanos.

 

Importante:

 

- Este mesmo mosquito também é o transmissor do zika vírus e do vírus causador da febre chikungunya.

 

- O ciclo de vida do aedes aegypti pode variar de acordo com a temperatura e disponibilidade de alimentos na região onde vive.

 

Curiosidades:

 

- Os ovos do aedes aegypti, cerca de 14 horas após a postura, ganham resistência ao ressecamento. Podem ficar no ambiente seco até 400 dias aguardando um período de chuvas ou umidade para eclodirem.

 

- Os aedes aegypti machos não se alimentam de sangue, mas apenas de seiva e néctar.

 

Fontes: websites da Fiocruz e Ministério da Saúde.




Impressão Google+


Ciclo da Dengue e do Aedes Aegypti Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

Dengue - teorias e práticas

Autor: Valle, Denise e outros

Editora: Fiocruz

Ano de publicação: 2015

Temas do livro: Dengue, vírus, combate a dengue, Medicina


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.