Superbactérias

O que são, exemplos, como agem, resistência aos antibióticos, como surgiram, doenças


KPC: uma superbactéria perigosa
KPC: uma superbactéria perigosa

 

O que são

 

São bactérias causadoras de doenças (patogênicas) resistentes a muitos antibióticos, principalmente aos mais tradicionais.

 

Como surgiram

 

Grande parte destas superbactérias surgiu em função do uso de antibióticos de forma incorreta, indiscriminada ou sem prescrição e acompanhamento de um médico. Com o passar do tempo, muitas bactérias foram ganhando resistência aos antibióticos. Isso acontece, pois muitas pessoas interrompem o tratamento antes do prescrito pelo médico. Nestes casos, as bactérias não são eliminadas e ganham resistência ao medicamento (antibiótico).

 

Onde costumam atacar

 

Os hospitais, principalmente os centros cirúrgicos, são os locais mais comuns onde estas superbactérias se desenvolvem. Isso ocorre em função de uma conjugação de fatores. Os pacientes costumam estar com o organismo debilitado, pois estão doentes ou passaram por cirurgia. Caso o processo cirúrgico não siga com rigor os procedimentos de higienização e desinfecção de instrumentos cirúrgicos ou até mesmo os cirurgiões ou integrantes de sua equipe estejam com as mãos contaminadas, pode haver a entrada e rápido desenvolvimento destas superbactérias nos pacientes. O contágio é feito através do contato com secreções de um paciente infectado.

 

E se nada é feito, o hospital torna-se o ambiente favorável para a disseminação delas para outras pessoas que passam por cirurgias ou procedimentos evasivos.

 

Perigo

 

Ao entrar em um organismo debilitado ou até mesmo de crianças ou idosos, estas superbactérias podem levar o indivíduo infectado à morte. Elas costumam se reproduzir rapidamente, prejudicando o funcionamento de um ou mais órgãos do corpo.

 

Como são combatidas

 

Com antibióticos específicos e muito fortes. O grande problema é que estes medicamentos costumam gerar efeitos colaterais indesejados no organismo dos pacientes infectados.

 

Exemplos de superbactérias

 

- KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase) – é uma das mais comuns na atualidade. O contágio é feito através de contato com secreções e o ambiente hospitalar, que não segue normas de desinfecção, é o local mais comum de proliferação. Pode causar pneumonia, infecções no sangue e no sistema urinário entre outros problemas. Caso não seja combatida de forma correta, pode gerar um quadro de infecção generalizada, levando o paciente infectado à morte.

 

- Staphylococcus aureus - causadora de infecções no sistema respiratório e na pele.

 

- NDM-1 - causadora de infecções na pele.

 

- Enterecoccus - causadora de infecções no sistema urinário e nas válvulas do coração.

 

- Proteus - causadora de infecções no sistema urinário e nos intestinos.

 

- Psudonomas - causadora de infecções pulmonares, uninárias e intestinais.

 

- Streptococcus - causadora de infecções no sistema respiratório.

 

- Clostridium - causadora de infeções nos intestinos.

 

Dicas importantes:

 

- Antes e depois de entrar em contato com uma pessoa doente, lavar muito bem as mãos com sabão;

 

- Tomar antibióticos somente com prescrição e acompanhamento médico. Não interromper o tratamento, mas se precisar fazer por algum motivo (alergia ou efeitos colaterais), comunicar o médico;

 

- E para os médicos, enfermeiros e todos que trabalham em hospitais: fazer de forma rigorosa e eficiente todos os procedimentos de higienização e desinfecção.




Impressão Google+


Superbactérias Temas Relacionados
Bibliografia Indicada

 

- Manual de Bacteriologia

  Autor: Queiroz, Alexandre C.

  Editora: Giz Editorial

  Temas: Microbiologia, Ciências Biológicas

 


Veja Também


Temas diversos

Siga-nos no
Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor.
Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2004 - 2017 SuaPesquisa.Com
Todos os direitos reservados.